Seguro de vida é vendido por até R$ 1,50 por mês


O mercado de seguros está com produtos cada vez mais acessíveis à população de menor renda que quer uma proteção. Hoje, há seguros de vida ou de coberturas em caso de morte acidental disponíveis a partir de R$ 1,50 por mês e podem ser contratados por mensagem de celular ou até em banca de jornal.

Os seguros de baixo valor, conhecidos como seguros populares e que se encaixam no segmento de microsseguros, oferecem não somente a proteção em caso de acidente, mas também estão ligados a um título de capitalização, ou seja, enquanto o contrato está vigente, o consumidor participa de sorteios com prêmios em dinheiro de até R$ 20 mil.

Há apólices que cobrem acidentes, invalidez, custos funerários, outros gastos causados por acidente ou roubo que levaram o segurado à morte, entre outros.
O apelo desses produtos são o preço menor e a oportunidade de o segurado poder concorrer a prêmios. No entanto, oferecem coberturas bem específicas e ainda de valor baixo, que não passam de R$ 20 mil, caso ocorra o sinistro. “O valor é proporcional ao que se paga. Se você contrata um seguro com valor baixo, não espere um valor alto a ser pago pela cobertura”, diz o advogado especialista em seguros Armando Char, também professor da Fundação Instituto de Administração (FIA).

Uma das novidades no mercado de seguros populares é o Generali Proteção Premiada, da Generali Brasil Seguros e que tem parceria com a TIM. Com preço de R$ 1,50 por mês e contrato anual, o seguro pode ser adquirido via SMS e o desconto do valor é feito dos créditos do celular pré-pago do consumidor. A cobertura é para auxílio funeral em caso de morte acidental do segurado, assistência a vítima de crimes, como roubos, e ainda um título de capitalização.

“O produto é dedicado ao consumidor que nunca teve acesso a um seguro. Queremos começar o processo de educação das classes de menor renda que nunca compraram um seguro, para que a proteção seja um tópico relevante na vida dessas pessoas”, explica o diretor de marketing e novos canais da Generali Brasil Seguros, Luigi Barcarolo.

Outro produto com acesso fácil ao consumidor é o Seguro Sorte Mania, da seguradora SulAmérica, que pode ser comprado até em pequenos estabelecimentos que vendem crédito para celular, como mercados de bairro e bancas de jornal. A contratação do serviço não é atrelada à compra de crédito, mas usa o mesmo canal de distribuição, segundo o superintendente de relacionamento da seguradora, Demétrio Godoy.

O valor do seguro é de R$ 3 por mês, com vigência mensal, e cobre acidentes pessoais. Em caso de morte acidental ou invalidez, o beneficiário recebe o valor de R$ 7,5 mil por mês. Há sorteio mensal de prêmios de R$ 10 mil.

Char recomenda atenção ao consumidor ao contratar o produto. “Não é só porque o valor é baixo ou tem sorteio que deve contratar. Veja se há necessidade desse produto e se ele tem número de registro da Superintendência de Seguros Privados (Susep)”, aconselha. Outra dica é ler os contratos para entender coberturas, vigência e prêmios.



http://blogs.estadao.com.br/ (17/07/2012)