Carros mais seguros contra furtos


O número de roubos tem aumentado porque o furto está ficando cada vez mais difícil a partir do avanço das tecnologias de proteção ao veículo Deixar o veículo estacionado na rua ou até mesmo em estaciona- mentos pagos nem sempre é garantia de segurança. Bastam alguns segundos e ação de bandidos pode trazer sérios prejuízos para o proprietário do carro. Em Fortaleza, foram roubados ou furtados 3.251 carros no primeiro semestre de 2012, uma média de 17 por dia. Foram 1.254 furtos e 1.997 roubos. A diferença entre furto e roubo é a seguinte: o furto acontece quando o ladrão leva o carro ou outro objeto sem ameaças ao proprietário; o roubo inclui ameaças ao carro ou a vida de alguém. De acordo com levantamento do Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi), as autoridades destacam que o número de roubos tem aumentado porque o furto está ficando cada vez mais difícil a partir do avanço das tecnologias de proteção ao veículo que dificultam a ação de bandidos. O Cesvi publicou uma pesquisa feita com diversos modelos de carros para listar o índice de furto dos principais veículos no mercado. Foram analisados os dispositivos instalados para inibir ou evitar o furto. Confira o ranking: 1ª GM Cruze LTZ 1.8 16V ECOTEC FLEX 4P 2ª Ford Ka SPORT 1.6 FLEX MECÂNICO 8V 3P 3ª Honda Civic LXS 1.8 16V SOHC i-VTEC Flex 4P 4ª GM Agile LT 1.4 ECONO.FLEX MECÂNICO 8V 5P 5ª Toyota Corolla XLi 1.8 Dual VVT-i 16V DOHC Flex 4P 6ª Fiat Novo Palio ATTRACTIVE 1.0 FLEX MECÂNICO 8V 5P 6ª Renault Sandero AUTHENTIQUE 1.0 HI-FLEX 16V 5P 7ª GM Celta LS 1.0 VHCE FLEXPOWER MECÂNICO 8V 3P 8ª JAC J3 1.4 16V DOHC VVT 5P Recorrer a acessórios de proteção não é novidade, mas muitos automóveis ainda são vendidos com dispositivos que não são totalmente eficientes. O sistema mais burlado ainda é o comutador da chave, principalmente os comutadores localizados nas portas e no porta-malas. Entre os itens de segurança que podem potencializar a segurança do carro estão os vidros laminados, que concedem maior resistência ao vidro e dificultam a quebra por bandidos. Em simulações feitas pelo fabricante, o tempo gasto para retirar um objeto do veículo chega a ser dez vezes maior do que com o vidro comum. O alarme, velho conhecido dos proprietários de carro, tem a vantagem de serem dotados de dispositivos sonoros que chamam a atenção de pessoas no local. Alguns já possuem a capacidade de inibir a injeção de combustível e impossibilitar que o carro funcione. A trava do volante permite que ele não seja mudado de posição caso a chave correta não esteja inserida no comutador. Até mesmo a localização da bateria é importante para evitar um furto. Em alguns carros, os cabos da bateria podem ser ativados sem ser necessário levantar o capô, o que facilita a ação dos ladrões. As informações são da Cesvi.


http://www.cqcs.com.br (06/12/2012)